terça-feira, 20 de julho de 2010

Esperança

Segundo Dante Alighieri em sua Divina comédia, na entrada do inferno está escrita a seguinte frase: " Deixai toda a esperança aqui, oh vós que entrais!"
Ou seja, segundo o que nos diz o livro, aqueles que entram no inferno perdem até mesmo a esperança, sendo destinados a sofrer eternamente tendo ainda que se contentar com tal situação sabendo que não há chance alguma de que as coisas possam se reverter.Mas o presente texto não tem por objetivo falar sobre o inferno, e sim, sobre a esperança. Aquela que segundo os ditos populares é a úlitma a morrer.
A esperança, muitas vezes confundida com a palavra fé, é o que move nos dias atuais milhões e milhões de pessoas que se encontram em situações de espera. Seja por uma respota positiva do(a) amado(a) que nunca o quis, seja por algum dia conseguir um bom emprego, ou ficar rico, ou seja por até mesmo a espera de um dia ter condições de levantar um barraquinho onde possa colocar a família.
Diariamente ouvimos e vemos na tv, nos jornais, nos livros de auto-ajuda, pessoas que, em sua maioria nunca passaram por qualquer dificuldade na vida, dando conselhos à população para que nunca deixem esvair sua esperança. Mas e quando se está na pele daquele que de tanto lutar e persistir, nada conseguiu?
E quando se está na pele de alguém que cansou de esperar, e que se olha no espelho e vê seu corpo coberto de cicatrizes, sua mente esgotada, seus filhos passando fome?
O que resta para essas pessoas fazerem depois que se deparam como seres que tiveram suas esperanças mortas?
Não, a esperança não deve ser a última a morrer!
Se você algum dia se encontrar numa situação em que deva aceitar as circunstâncias e abrir mão da esperança em relação à determinado objetivo, deixe que ela morra, e enterre a sua esperança, pois a vida não deve se basear apenas em uma coisa, os caminhos são muitos e pode ter certeza que ao perdê-la, você não estará entrando no inferno em vida, e muito menos aceitando que deva viver para sempre numa condição de sofrimento.
Ao deixar que a esperança morra, você está se permitindo o direito de recomeçar, olhar para trás e voltar novamente, seguir um outro caminho e trilhar novos objetivos em prol de seus sonhos.
Tentou uma, duas, três, quatro, cinco... 15...198...enfim, se viu que dessa maneira não está dando certo, abra mão da esperança e recomece.
Se a esperança é a última que morre, isso quer dizer que sua vida vai embora antes dela, e imagine só, perder a vida em prol da esperança. Isso sim seria ridículo!


A penúltima a morrer

Ela era bela
Não ao nível da mais
Mas também era
Um pouco capaz

Ainda bem que não foi
A última a morrer
O que veio depois
Retroagiu o prazer

No mínimo um suspiro a mais
Ela era bela
Como inocência de criança

Não ao nível da mais
Mas também era
Minha doce esperança


Thiago dos Reis Carriço

2 comentários:

  1. É, falar em "tenha esperança sempre!" é muito fácil; agora, passar por diversas situações realmente sufocantes e e ainda ter que acreditar na tal esperança que nunca chega, é extremamente complicado. É aquela famosa coisa de falso moralismo, talvez: muito fácil falar, mas na prática é foda de fazer. Então... como tu mesmo disse, deixar de lado a esperança e começar tudo outra vez seria uma solução bem mais acessivel, já que se prender na "esperança" pode tornar-se em vão.

    Muito bom o texto! E voltarei mais vezes por aqui ;D

    Beijão!!

    ResponderExcluir